O que é Gestão de Risco e como implementar?

Você sabe o que é gestão de risco e como implementar no seu negócio? A gestão de risco está associada com identificar, analisar e responder aos possíveis riscos que estão vinculados a um empreendimento.

Gerenciar os riscos tenta manter sob controle o que for possível, para assegurar os resultados futuros, sempre agindo de maneira proativa e diminuindo a ocorrência e impactos associados aos riscos.

A gestão de risco é uma estratégia essencial, pois oferece a empresa e aos colaboradores envolvidos, o conhecimento e ferramentas que necessitam para lidar com situações potencialmente prejudiciais aos negócios.

Conheça o que é gestão de risco na prática

Para aplicar a gestão de risco na prática é preciso estar ciente de que um bom plano de gerenciamento vai além de identificar os riscos, exige também um dimensionamento das incertezas associadas e do impacto de cada um.

Feito isso é possível decidir com mais assertividade quais riscos valem a pena ou não de acordo com o que empresa e o que seus gestores julgarem aceitáveis para o negócio naquele momento.

As ações para prevenção de riscos podem variar de acordo com três planos diferentes:

  • Evitar: Os esforços são direcionados para excluir totalmente este risco, extinguindo sua causa.
  • Mitigar: Neste caso os esforços são direcionados para diminuir o impacto associado a este risco. Ele vai continuar existindo, mas a chance de ocorrer passa a ser minimizada.
  • Aceitar: A maioria das empresas precisa aceitar que determinados riscos existem e não há medidas para mitiga-los ou elimina-los. A existência do negócio depende destes riscos associados.

Neste último caso é realizado o investimento no desenvolvimento do plano de ação caso o risco se realize. É fato que quanto mais empresa cresce, mais riscos ela enfrenta ao longo do caminho do progresso.

Como desenvolver um plano?

Para implementar uma gestão de risco eficiente é preciso ter em mente que ela dever ser uma abordagem qualitativa e que abrange diversos setores e ferramentas de análise.

Identificar todos os riscos de uma empresa envolve trazer para a conversa representantes os setores operacionais, incluindo vendas, marketing, finanças, suporte, entre outros.

Muitas vezes, até o plano de gestão de riscos começar a ser desenvolvido e os gestores precisarem pensar ativamente sobre isso, muitos dos problemas não haviam sido percebidos.

Após o levantamento completo é preciso classificar este risco em níveis de gravidade e dano potencial. É interessante se perguntar: “Qual a fonte desse risco e qual seu impacto no negócio”?

É impossível para qualquer gestor ou empresa mitigar ou eliminar todos os riscos associados ao seu negócio e a priorização permite abordar cada risco de acordo com seu maior potencial de prejuízo.

Existem algumas tabelas desenhadas que podem guia-lo para este mapeamento e priorização. Normalmente isso é feito atribuindo uma nota numérica, algo que pode ser mensurável.

  • Uma vez mapeado e priorizado seus riscos é hora de pensar como é possível minimiza-los. Para isso as seguintes perguntas são indicadas:
  • Como posso evitar que esse risco acontece?
  • Como agir caso esse risco aconteça?
  • Como posso prevenir as consequências desse risco?

Neste ponto o plano de ação é desenhado e consiste em uma série de tarefas que juntas vão poder ser executadas para minimizar a consequência do risco e prejuízos.

A maioria das organizações enfrenta uma série de riscos dos quais sequer estão cientes e nunca chegaram a mapear.

Sabendo o que é e como implementar a gestão de risco, você se coloca a frente de diversos concorrentes e garante a continuidade do seu negócio mesmo nos momentos de adversidade.

0 ações
Post Anterior

Como funciona a implantação de Canal de Denúncia na empresa?

Próximo Post

O que é ESG em Governança Corporativa?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *